publicidade

A partir de janeiro de 2019 não vai precisar de procurar o significado daquela dor nas costas ou do inchaço na perna no Google. O projeto da Ordem dos Médicos e do Ministério da Saúde vai dar-lhe acesso a informações certificadas.

A Ordem dos Médicos assinou um protocolo, a 4 de setembro, com o Ministério da Saúde que “visa a disponibilização online e gratuita de sistemas de apoio à decisão clínica internacionalmente reconhecidos como estando baseados na melhor e mais relevante evidência científica”.

A partir de janeiro já não vai precisar de pesquisar sintomas no Google em que muitas vezes o diagnóstico é errado e dramático. Com as quatro plataformas- a BMJ Best Practice,  a Cochrane Library, a DynaMed Pluse a UpToDate – terá acesso a informação certificada e cientifica sobre doenças, formas de prevenção e medicamentos.

Este sistema já está disponível noutros países mas apenas para a comunidade médica. Em Portugal será diferente. “Dez milhões de portugueses vão poder ter acesso a informação científica certificada sobre várias doenças, sintomas, possibilidades de tratamento, de como se deve fazer a prevenção”, avançou o bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, ao Público.

Miguel Guimarães garantiu ao Público que “há o compromisso assumido de todas terem conteúdos em português.” Mas, por enquanto, só a BMJ Best Practice é que tem.

O protocolo tem a duração de três anos e o projeto arranca em janeiro de 2019.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.