Primeira habitação social do projeto Encosta foi entregue
publicidade

O Município de Torres Vedras celebrou, esta quarta-feira, o primeiro contrato de arrendamento apoiado do Programa Municipal de Habitação Social do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU). Em causa está uma fração habitacional na Rua do Matadouro que foi alvo de uma intervenção de reabilitação no âmbito do Plano de Ação Integrada para as Comunidades Desfavorecidas (PAICD).

O contrato foi assinado pelo presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, Carlos Bernardes, e pelos responsáveis pelo agregado familiar que ali passou a residir. “A minha vida mudou totalmente para melhor” afirmou Anabela da Silva, referindo-se à experiência na nova casa. Para as seis pessoas que compõem este agregado familiar, a habitação permite uma vivência familiar completamente diferente daquela que tinham anteriormente, quando residiam no centro histórico da Cidade. “A outra casa não tinha condições” contou Anabela, para afirmar que aqui “é outra limpeza, outro conforto, outro bem-estar.”

A moradia constitui-se como o núcleo B da fase 1 do Programa Municipal de Habitação Social. Os trabalhos de reabilitação permitiram transformar este núcleo numa moradia unifamiliar de tipologia T3 acessível a indivíduos com mobilidade condicionada, fator fundamental para uma das filhas, que necessita de assistência familiar permanente. “A vida para a menina mudou totalmente” disse, concluindo: “Estou contente por estar aqui e vou estimando a casa o melhor possível.”

O Programa Municipal de Habitação Social é composto por duas fases, num total de seis núcleos edificados. O objetivo passa pela sua reabilitação, de forma a que venham a realojar agregados carenciados do concelho de Torres Vedras. A par do Plano de Ação de Regeneração Urbana (PARU), as operações do PAICD incidem sobre a Área de Reabilitação Urbana da Encosta de São Vicente, dando forma ao Programa Encosta – Regeneração Urbana e Social da Encosta de São Vicente.

A fase 1 do Programa Municipal de Habitação Social é financiada a 85% pelo Programa Operacional Regional do Centro, Portugal2020 e União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here