publicidade

O Tribunal de Torres Vedras decretou prisão preventiva a nove dos dez detidos por tráfico de droga nos concelhos da Lourinhã e Torres Vedras, no distrito de Lisboa, informou hoje a GNR em comunicado.

Nove detidos vão ficar a aguardar julgamento em prisão preventiva e um outro com apresentações bissemanais na polícia, as medidas de coação aplicadas pelo juíz de instrução criminal depois de terem sido presentes ao Tribunal de Torres Vedras.

Dez pessoas foram detidas na terça-feira por suspeita de tráfico de drogas nos concelhos da Lourinhã e Torres Vedras, numa operação na qual foram também apreendidas mais de 32 mil doses de estupefacientes.

Os nove homens e uma mulher, com idades entre os 24 e os 57 anos, foram detidos no âmbito de uma investigação por tráfico de drogas que decorria há cerca de dois anos.

No âmbito da investigação, os militares da GNR deram cumprimento a 35 mandados de busca, 13 domiciliárias, 21 em veículos e uma em estabelecimento de restauração e bebidas.

Durante as buscas foram apreendidas 23.972,96 doses de haxixe, 8.677,76 doses de canábis, 31,45 doses de cocaína, uma planta de canábis, 2,5 doses de MDMA, quatro viaturas, sete computadores portáteis, três pulseiras, dois fios e um relógio em ouro.

Foram ainda apreendidos 19 telemóveis, duas facas utilizadas para o corte de produto estupefaciente, quatro moinhos, duas balanças e 4.591,65 euros em numerário.

A operação contou com o reforço do Grupo de Intervenção de Ordem Pública, do Grupo de Intervenção Cinotécnica da Unidade de Intervenção, do Destacamento de Intervenção de Lisboa, de Setúbal, de Santarém e de toda a estrutura de investigação criminal do Comando Territorial de Lisboa.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here