publicidade

No dia 27 de janeiro pelas 13:30 horas, decorreu na ESCO uma Sessão de Disseminação do programa Erasmus+ – Moinhos II, cuja mobilidade decorreu nos meses de setembro a dezembro de 2017. A Sessão destinou-se às turmas da ESCO que se encontram no terceiro ano do ciclo de formação e contou com a presença de 100 alunos dos diversos cursos finalistas.

A Sessão foi dinamizada por quatro participantes no programa que apresentaram as suas experiências: Vanessa Brito e Marcelo Marteleira, animadores socioculturais cuja mobilidade decorreu, respetivamente, no Reino Unido e na Irlanda e Pedro Morgado e Inês Marques, ambos da área da Restauração – Variante Cozinha/Pastelaria que realizaram mobilidade em Berlim (Alemanha).

Após uma breve intervenção introdutória da diretora de ESCO, Júlia Alfaiate, cada um dos participantes relatou a sua experiência individual, destacando não só as atividades de caráter profissional e as aprendizagens efetuadas na sua área profissional, mas também as vivências e situações quotidianas que marcaram esta experiência.

Foi possível assistir a um pequeno vídeo de registo da Programa Erasmus+ - Moinhos IIpermanência do Pedro e da Inês em Berlim, complementado pelas suas animadas explicações sobre os momentos de partilha com colegas de outras nacionalidades, visitas culturais, gestão do espaço residencial, tarefas de estágio e convívio com colegas de trabalho.

A Vanessa e o Marcelo realçaram sobretudo o trabalho com públicos diferenciados e a forma como ultrapassaram as barreiras culturais e da língua. Destacaram ainda o bom acolhimento das famílias e dos colegas de alojamento e a confiança neles depositada pelas entidades onde realizaram o seu estágio.

Os quatro participantes foram unânimes em considerar que esta foi uma experiência que marcou as suas vidas, não apenas a nível profissional mas, sobretudo, ao nível do seu crescimento pessoal. O contacto com pessoas de diferentes nacionalidades e culturas, a necessidade de encontrar soluções para situações imprevistas que ocorrem num espaço desconhecido e longe de casa, foram, do seu ponto de vista, motores de autonomia e de amadurecimento pessoal. Aconselharam todos os presentes a sair da sua zona de conforto e a aceitar o desafio Erasmus+.

 

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.