Programa-piloto na área de educação física vai ser implementado em Torres Vedras
publicidade

Um programa-piloto de coadjuvância curricular em Educação Física no 1.º ciclo do ensino básico vai ser implementado no concelho de Torres Vedras.

A minuta do protocolo que formaliza a criação desse programa, que envolve o Município, a Direção-Geral de Educação e os quatro agrupamentos de escolas do concelho de Torres Vedras, foi aprovada pela Câmara Municipal na sua mais recente reunião.

Em comunicado, a Câmara Municipal de Torres Vedras explica que a iniciativa “consiste em um professor de Educação Física coadjuvar o professor titular da turma, uma hora por semana, na lecionação e avaliação das competências de Expressão Físico-Motora, previstas nas Orientações Programáticas para o 1.º ciclo do ensino básico”.

Para além de promover a aquisição das referidas competências, “é também objetivo do programa promover a melhoria da aptidão física dos alunos envolvidos, com o intuito de fomentar a relevância da prática das atividades físicas e desportivas na vida social e escolar dos mesmos, de forma a contribuir-se para a prevenção do sedentarismo e para a adoção de estilos de vida mais saudáveis”.

De referir que a implementação deste programa de coadjuvância curricular em Educação Física no 1.º ciclo do ensino básico relaciona-se com o facto de que “um dos problemas fundamentais que têm sido sentidos pelos professores de Educação Física dos 2.º e 3.º ciclos do ensino básico, e mesmo do secundário, diz respeito aos pré-requisitos motores com que os alunos chegam a estes graus de ensino.

É sabido que ao longo da ontogénese da criança, há períodos críticos de desenvolvimento de determinadas estruturas motoras, e a escola deverá ser um espaço institucional que garanta a solicitação dessas estruturas, além de satisfazer eficazmente as necessidades motoras das crianças nos períodos correspondentes ao pré-escolar e ao 1.º ciclo do ensino básico”.

Não obstante muitos professores das atividades físicas e desportivas das AEC’s (atividades de enriquecimento curricular) contribuírem para o cumprimento de algumas das competências de Expressão Físico-Motora previstas nas Orientações Programáticas para o 1.º ciclo do ensino básico, o facto é que no quadro atual essas competências não são totalmente adquiridas, tendo-se concluído que “a Educação Física deverá ser mais revelante no plano curricular” deste nível de ensino, pelo que se concebeu o referido programa, que será implementado a título experimental este ano letivo no concelho de Torres Vedras.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here