Protocolo entre hospitais do Oeste e de Lisboa reduz espera em Urologia
publicidade

A duas entidades irão colaborar nas áreas de investigação, do ensino e na prestação de serviços de saúde, informou o CHO.

O Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Central (CHULC) vai assegurar consultas e cirurgias de Urologia aos doentes em lista de espera no Centro Hospitalar do Oeste (CHO), no âmbito de um protocolo entre as duas instituições.

Os protocolos de “afiliação e de apoio na área de urologia” foram ontem divulgados pelo Centro Hospitalar do Oeste, que em comunicado explicou que os mesmos regulam os termos em que “o CHULC assegura a realização de consultas médicas e de cirurgias dos doentes inscritos nas respetivas listas de espera do CHO”.

A cooperação institucional entre os dois centros hospitalares resulta da convicção de que “há interesse recíproco em estreitar laços de colaboração e criar novos canais de comunicação, tendo em vista uma maior proficuidade e qualidade no desempenho das competências” dos respetivos hospitais.

A duas entidades irão colaborar nas áreas de investigação, do ensino e na prestação de serviços de saúde, informou o CHO.

A concretização da colaboração “será realizada mediante ações de cooperação técnica, partilha de informação e documentação, atividades de formação e especialização e parcerias em áreas específicas, para resposta às necessidades em cuidados de saúde dos utentes”, pode ler-se no comunicado.

O Centro Hospitalar do Oeste integra os hospitais das Caldas da Rainha, Torres Vedras e Peniche, tendo uma área de influência constituída pelas populações dos concelhos de Caldas da Rainha, Óbidos, Peniche, Bombarral, Torres Vedras, Cadaval e Lourinhã e de parte dos concelhos de Alcobaça (freguesias de Alfeizerão, Benedita e São Martinho do Porto) e de Mafra (com exceção das freguesias de Malveira, Milharado, Santo Estêvão das Galés e Venda do Pinheiro).

O Centro Hospitalar de Lisboa Central, EPE , integra os Hospitais de S. José, de Santo António dos Capuchos, de Santa Marta, de D. Estefânia, de Curry Cabral e da Maternidade Dr. Alfredo da Costa.

Desde agosto de 2018 foi oficialmente reconhecido como centro universitário.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here