Protocolo para criação de escola superior na área da saúde foi assinado
publicidade

O protocolo de cooperação para a criação de um polo da Escola Superior de Saúde do Politécnico de Leiria em Torres Vedras foi celebrado ontem, dia 9 de dezembro, entre a Câmara Municipal de Torres Vedras e o Politécnico de Leiria. O polo irá entrar em funcionamento no próximo ano letivo (2021/2022), no antigo edifício dos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento (SMAS) de Torres Vedras.

Na ocasião, o presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, Carlos Bernardes, apontou a educação e a formação como as grandes apostas da Câmara Municipal. O autarca recordou que em 2017 Torres Vedras passou a contar com oferta de ensino superior, com a criação do Núcleo Formação de Torres Vedras do Politécnico de Leiria.

O presidente do Politécnico de Leiria, Rui Pedrosa, mencionou que este protocolo é um reforço da estratégia de colaboração com o Município de Torres Vedras, uma vez que este novo espaço irá acolher três cursos Técnicos Superiores Profissionais (TeSP) em funcionamento no Núcleo Formação de Torres Vedras e, posteriormente, irá receber novos cursos TeSP, Licenciaturas e Mestrados. A oferta formativa incluirá cursos de formação de profissionais para carreiras de saúde, mas também formação na área das tecnologias de diagnóstico e terapêutica, com ligação às várias empresas da região.

O secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Sobrinho Teixeira, que presidiu a cerimónia, sublinhou a importância da criação deste novo polo, para que haja cada vez mais portugueses qualificados e para assegurar a democratização do acesso ao ensino superior.

A criação de um polo de ensino superior na área da saúde em Torres Vedras pretende dar resposta às necessidades formativas da região e aumentar a atratividade do Concelho. Este polo constitui também um elemento de apoio às várias unidades de saúde da região.  

No âmbito do desenvolvimento do ensino e investigação na área da saúde, a par deste protocolo, foi também celebrado no ano passado o protocolo para criação do polo da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa no antigo Hospital Dr. José Maria Antunes Júnior. Estas duas unidades contribuirão para que Torres Vedras seja um cluster de referência na área da saúde nos próximos anos.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here