publicidade

1250 foi o número que levou Liliana Resende até ao Mercado Municipal de Torres Vedras para receber um cabaz de produtos PROVE. O desafio lançado pelo Torres Vedras Web pretendia que se adivinhasse o número de cabazes já entregues pelo projecto no Mercado torriense, e foi Liliana quem mais se aproximou do número: durante os dois anos em que se encontra na cidade, o PROVE já entregou 1500 cabazes de legumes e fruta.

“Foi uma brincadeira entre colegas de trabalho. Fomos todos comentando em tom de brincadeira, discutindo quem ganharia” admite Liliana, que trabalha numa agência bancária da cidade. “Com a vida profissional e a experiência que temos a nível de empresas e de sectores de distribuição, decidimos tentar a sorte” explica, evocando os motivos que a levaram a participar no concurso.

A vencedora destaca a simpatia com que foi recebida nesta banca do 1º piso do Mercado Municipal e sublinha a importância de um conceito como este. “Fico contente, é bom uma vez que traz um pouco de nós, Portugal. Somos tão ricos e temos tantos produtos tão bons, e às vezes vamos buscar produtos fora.” Por isso mesmo, de saco cheio (o cabaz ficou na banca) e junto ao Sr. Vinho, o garrafão desenhado por Joana Vasconcelos, não esconde a satisfação. “Sabe bem comer um produto nosso e fazer a sopa para os meus filhos com produtos nacionais.”

PROVE entrega cabaz de legumes e fruta à vencedora do concurso do Torres Vedras Web

“Uma das vantagens é poder contactar connosco” aponta João, um dos produtores do Projecto PROVE torriense. “Somos os produtores e partilhamos a forma como tratamos e os cuidados a ter com estes produtos.” Saladas, legumes para sopas, batatas, cebolas e diversa fruta são alguns dos produtos frescos que os quatro elementos que integram esta equipa têm para oferecer, através de um método, literalmente, surpreendente. São as suas hortas e os frutos que delas se colhem que ditam o que irá integrar os cabazes, fazendo com que os consumidores encontrem produtos diferentes todas as semanas.

E se o morango é rei durante esta época, João não deixa de apontar que “a cenoura com rama é uma das coisas mais emblemáticas do nosso cabaz.” As conversas são, no entanto, como as cerejas, e o produtor acaba por desvendar que este alimento deve ser cozinhado com rama, deixando a sugestão de um esparregado e até de um chá.

O horário é outra das mais-valias apontadas por esta equipa, uma vez que “permite que as pessoas saiam do trabalho e venham levantar os seus produtos.” Paralelamente, apontam o facto de estes serem “ainda mais frescos do que de manhã, uma vez que vêm directamente da horta. São apanhados e trazidos.” O projecto distribui cabazes pequenos (entre 4 a 6 kg) e grandes (entre 7 a 9 kg) que podem ser levantados entre as 17h e as 19h de Sexta-Feira, sendo que cabe aos consumidores decidir se o querem fazer semanal ou quinzenalmente.

PROVE entrega cabaz de legumes e fruta à vencedora do concurso do Torres Vedras Web

Os dois anos do projecto no Mercado Municipal de Torres Vedras vão além dos 1500 cabazes entregues. “Já temos dois bebés PROVE” revelam com entusiasmo. Entre os clientes desta banca estão famílias inteiras que, desta forma, se “obrigam” a uma alimentação saudável. Entre elas, destacam, também se encontra um chef gourmet. Apesar de se localizar no coração do Mercado, é necessário efectuar uma inscrição – online ou presencial – onde os consumidores podem indicar cinco produtos que dispensam receber no seu cabaz.

“As expectativas são muito elevadas” avançava, esta tarde, Liliana Resende. “Também comemos com os olhos e… Está comido!” confessava a nossa vencedora, transportando consigo quase nove quilos de legumes e frutas do Oeste. “Espero que o sabor seja assim tão bom!”

 

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.