publicidade

 

A voz não deixa enganar. Carlos Silva, ou melhor, Cadé, é bem conhecido por muitos torrienses. “Faz 51 anos no dia 8 de Novembro” que anda nesta vida, lembra. E aos 72 anos, não tem dúvidas. “O que mais gosto nesta vida é de vender castanhas. Também gosto muito de torrar pevides. O que menos gosto é de cozer tremoços” confessa, ao mesmo tempo que afirma que é assim que “há-de continuar até um dia Deus me levar.”

Esta Segunda-Feira é o dia em que as castanhas regressam ao coração da cidade de Torres Vedras. É na intercepção da Avenida 5 de Outubro com a Rua 1º de Dezembro que encontramos Cadé e Isabel Silva. “Há pessoas que não compram porque não gostam, outras porque as dificuldades são muito grandes e o dinheiro não chega para tudo” explica Isabel, ao contar que meia-dúzia de castanhas custa 1.25€. “Havia clientes que antes levavam duas e três dúzias e agora só levam meia” desabafa.

Mas Cadé logo lembra que este “não é um negócio rentável mas também não é um negócio pobre. Dá para se viver, devagarinho.” A conversa faz-se entre algumas pausas para cumprimentar quem passa e faz questão de deixar um aperto de mão. “Os fregueses estão habituados connosco, escolhem-nos sempre a nós.” Mas a verdade é que a época começou em Santa Cruz, já no penúltimo Domingo. “Nunca abrimos a época em Torres, porque a castanha chega naquela altura e tem de ser despachada. Se não começa a aquecer e apodrece” explica.

“Esta é uma castanha sã, sem problemas para os clientes” defende, enquanto o cheiro característico das castanhas assadas começa a invadir esta artéria da cidade. “Estas são de Castelo de Vide. São as amarelais.” Deixou de vender rua a rua no ano passado porque, diz, a idade já não o permite. “Às vezes era o carro que me segurava outras vezes eu aguentava-me” conta entre risos. Agora é aqui que espera pelos clientes, muitos conhecidos e outros já amigos. “Os torreenses gostam muito de comer castanhas, não fogem à tentação. E são bons clientes.”

 

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.