publicidade

O 5.º ciclo de órgão de Torres Vedras, no distrito de Lisboa, vai realizar-se entre novembro e janeiro, no órgão histórico da respetiva Igreja da Misericórdia, com transmissão na Internet devido à pandemia de covid-19.

Em ano marcado pela pandemia, o que obrigou a substituir a presença de espectadores pela transmissão ‘online’ dos três concertos, o diretor do evento, Daniel Oliveira, referiu, citado em nota de imprensa, que “a arte deve assumir um papel de conforto e energia positiva perante a sociedade”.

O primeiro concerto, intitulado “A dança como matriz da música para órgão e música de câmara”, acontece a 22 de novembro, com Daniel Oliveira no órgão e Zófia Pajak no violino.

Ambos vão interpretar originais e transcrições de peças de Gervaise, Haendel, Bernardo Storace ou Bernardo Pasquini, inspiradas na dança.

O ciclo prossegue a 20 de dezembro, com o concerto de Natal “A música sacra de Carissimi e a tradição Natalícia”, com a participação do Coro Masculino e outros alunos e professores da Escola Luís António Maldonado Rodrigues, sob a direção de João Carlos Perdigão.

Com um programa composto por peças alusivas à quadra natalícia, o concerto é dedicado a Giacomo Carissimi (1605-1674), uma das principais figuras do barroco inicial italiano.

O ciclo termina a 24 de janeiro de 2021 com o concerto de homenagem aos profissionais de saúde, intitulado “Candlelight concert”, com a participação do organista polaco Norbert Itrich e do Coro Notas d`Alta, composto por profissionais do Hospital Dona Estefânia.

Norbert Itrich vai executar música antiga europeia e o Coro Notas d`Alta interpreta algumas peças de inspiração mariana e espirituais negros.

Durante o mês de novembro, todas as quintas-feiras, o ciclo conta com miniconcertos de 15 minutos, pelas 13:00, de entrada gratuita, em que o público pode escolher o que quer ouvir de uma “carta bastante diversificada, que incluirá desde peças do século XVI até temas atuais”.

O órgão histórico da Igreja da Misericórdia de Torres Vedras foi construído em 1773 por Bento Fontanes.

O ciclo é organizado pela Câmara Municipal de Torres Vedras e pela Santa Casa da Misericórdia de Torres Vedras, em parceria com as paróquias de Torres Vedras, do Patriarcado de Lisboa, da Escola de Música Luís António Maldonado Rodrigues e da Cultur’canto – Associação Cultural.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here