publicidade

Entre os dias 24 e 26 de Setembro realizou-se em Dubrovnik, na Croácia, a 14º edição do The Best in Heritage. The Best in Heritage é uma conferência anual onde são apresentados e divulgados projetos premiados, quer a nível nacional quer internacional, de âmbito patrimonial, museológico e de conservação do património. Este ano foram selecionados 28 projetos, considerados os mais inovadores e inspiradores e que representaram as melhores práticas, em diferentes circunstâncias e contextos. Entre estes projetos encontrou-se o da Rota Histórica das Linhas de Torres, vencedora do prémio União Europeia para o Património Cultural / Prémios Europa Nostra 2014.

Além da exposição pública de projetos considerados de influência, o evento apresentou um conteúdo social e cultural de grande qualidade, organizado em parceria com os Museus Dubrovnik.

Todos os locais de conferência, pela sua riqueza patrimonial contribuíam para prestigiar o evento. A conferência foi o local ideal para networking e para discutir possíveis colaborações entre projetos do ranking. A conferência foi organizada em parceria com a Europa Nostra, sob o patrocínio especial do ICOM e da cidade de Dubrovnik.

Em representação do projeto da Rota Histórica das Linhas de Torres esteve Ana Umbelino, vice-presidente da Associação da Rota Histórica e vereadora do Município de Torres Vedras, cuja intervenção sublinhou a importância do património das Linhas de Torres enquanto legado histórico único na Europa. No dia 26, no Teatro Marin Drzic, a vice-presidente da RHLT apresentou o projeto de Salvaguarda, Recuperação e Valorização das Linhas de Torres e explicou de que modo o trabalho desenvolvido, até ao momento, conseguiu reabilitar um importante símbolo da identidade portuguesa e europeia e se tem constituído como um poderoso recurso educativo. Recorde-se que este é um projecto intermunicipal, levado a cabo por 6 municípios (Arruda dos Vinhos, Loures, Mafra, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras e Vila Franca de Xira) que teve início em 2006 com a aprovação da candidatura ao EEA Grants que viria a tornar possível a criação de uma rota histórica, cultural e turística.

A par de muitos outros países, a Rota Histórica das Linhas de Torres representou Portugal no de que melhor se faz em matéria de conservação e promoção do património. A grande pretensão desta conferência internacional é a partilha de experiências e resultados, conferindo aos projetos apresentados a atenção merecida da comunidade profissional internacional.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here