publicidade

A Proteção Civil pede que as pessoas não circulem e mantenham a calma.

A capital do país é uma das áreas mais afetadas pelas inundações, de tal forma que a Autoridade Nacional de Emergência à Proteção Civil e a Câmara Municipal de Lisboa estão a pedir às pessoas “precauções redobradas, restrinja ao máximo a sua movimentação ao estritamente necessário” e que sigam as indicações das autoridades.

Ainda assim, se tem mesmo que se deslocar na região de Lisboa, saiba quais são as estradas e vias cortadas.

  • Túneis Campo Pequeno + 2 Campo Grande + Av. Joao XXI + Av. Berlim
  • Acesso Eixo Norte Sul
  • Av. Infante D. Henrique junto ao Túnel Batista Russo
  • Estrada do Penedo
  • Alcântara (vários locais)
  • Radial de Benfica
  • Sete Rios
  • Av. de Santo Contestável
  • Av. 24 de Julho até Belém
  • EN 115, entre A-das- Lebres e a Rotunda das Oliveiras (Santo Antão do Tojal);
  • EN 250, junto ao nó da A8 (Frielas);
  • EN 8, entre a Flamenga e Loures (Santo António dos Cavaleiros e Loures);
  • EN 8, junto à rotunda de interseção com a EN 115 (Loures);
  • EN 250, entre o cruzamento de Unhos e Sacavém;
  • Saída da A8 para o nó de Frielas, em ambos os sentidos (Frielas);

Se opta pelos transportes públicos, o metro de Lisboa está a funcionar com constrangimentos.

A circulação ferroviária na Linha do Norte foi restabelecida em duas vias entre Sacavém-Bobadela Sul e Alverca, mantendo-se interditas as outras duas vias, segundo cita o Diário de Notícias.

Foi ainda restabelecida a “circulação nas vias A e D lentas entre Sacavém-Bobadela Sul e Alverca, mantendo-se interditas as vias A e D rápidas”, e a circulação ferroviária entre Campolide e Alcântara-Terra.

Mantém-se suspensa a circulação na Linha de Sintra entre Campolide e Benfica, na Concordância de Xabregas entre a Bifurcação Chelas e Lisboa Santa Apolónia e na Linha de Cascais entre Cais do Sodré e Oeiras.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here