Sessão de participação discutiu futuro da Praça Machado dos Santos
publicidade

Antes do início da discussão, coube a André Baptista, arquiteto da Câmara Municipal de Torres Vedras, traçar o enquadramento histórico da Praça.

A sessão participativa sobre a requalificação urbana da Praça Machado dos Santos, que decorreu esta terça-feira no Torres Vedras LabCenter, contou com casa cheia. Dezenas de pessoas rumaram ao equipamento para discutir o futuro daquele espaço (popularmente conhecido como Praça da Batata), integrando um modelo participativo onde todos os cidadãos foram chamados a dar o seu contributo.

“Tínhamos assumido o compromisso de trabalhar em torno de um projeto que é importante para a nossa cidade” afirmou Carlos Bernardes, presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, defendendo a importância de um centro histórico “vivido durante todo o ano em harmonia com aqueles que cá habitam, mas também com os que nos visitam, os que necessitam dele para fazer as suas compras e os que são comerciantes.” A sessão contou, ainda, com Bruno Ferreira, vereador da Gestão Urbanística, Cláudia Horta Ferreira, vereadora da Participação e Cidadania, Hugo Lucas, vereador das Infraestruturas e Obras Municipais, e Francisco Martins, presidente da Junta de Freguesia de Santa Maria, São Pedro e Matacães.

Antes do início da discussão, coube a André Baptista, arquiteto da Câmara Municipal de Torres Vedras, traçar o enquadramento histórico da Praça, numa perspetiva de relação com a evolução da cidade e com o processo de revitalização do centro histórico ao longo dos últimos anos.

A sessão foi dinamizada por uma equipa de especialistas que dividiu os participantes em nove grupos, de forma a potenciar o desenvolvimento de ideias e propostas que viriam a ser partilhadas em plenário ao final da noite.

Entre as ideias mais partilhadas encontra-se a de que este deverá ser um espaço versátil e multifacetado que venha a acolher atividades culturais e de lazer de forma regular. A noção de que o mobiliário urbano deve consistir em estruturas amovíveis e o reforço da segurança na Praça e na sua envolvente foram outros aspetos referidos pelos vários grupos de discussão.

Todos os contributos recolhidos serão analisados pela Câmara Municipal de Torres Vedras durante o processo de elaboração do projeto de requalificação urbana da Praça Machado dos Santos, que se insere numa aposta crescente em torno da valorização do centro histórico da cidade.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here