publicidade

A equipa sub-23 da Academia Joaquim Agostinho apresentou-se este fim-de-semana em grande forma na Clássica de Amarante, conquistando a camisola das metas-volantes, e na Clássica da Primavera, onde colocou um atleta no Top 5.

A Sicasal/Constantinos/UDO partiu para esta jornada dupla apenas com nove atletas, depois de Diogo Tavares se ter lesionado durante a prova de abertura. A equipa mostrou-se mais uma vez unida e destacou-se logo na primeira prova em que enfrentou as equipas profissionais do pelotão nacional e internacional. Luís Mendonça foi o elemento que se destacou logo no sábado, quando conquistou a camisola das metas volantes na Clássica de Amarante. Esta prova tinha um traçado bastante exigente, com contagens de montanha que fizeram mossa no pelotão, que acabou reduzido a metade. Luís Mendonça colocou-se desde o início da etapa no grupo de 30 corredores que seguiu em cabeça de corrida ao longo dos 157,4 quilómetros da prova, conseguindo assim colocar-se em boa posição na passagem das metas-volantes. No final, o ciclista da Sicasal/Constantinos/UDO acabou por terminar no 18.º lugar da geral, a 21 segundos do vencedor, Rafael Reis (W52-FC Porto).

Terminaram ainda a prova Marvin Scheulen (41.º), Miguel Santos (43.º) e Emanuel Duarte (44.º).

No domingo, foi dia da equipa sub-23 da Academia Joaquim Agostinho enfrentar mais uma Clássica, desta vez a da Primavera, que teve partida e chegada à Póvoa de Varzim. Esta tirada, de 145,7 quilómetros, ficou marcada por uma fuga madrugadora de Matti Manninen, da equipa Blizz-Merida, que acabaria por vencer isolado a prova. Devido à falta de comunicação durante a etapa, o pelotão seguiu compacto até ao final da mesma, convicto de que não existia qualquer atleta em fuga. Sebastian Baylis, da equipa Zappi’s, seguia em posição intermédia, e acabou por arrecadar o 2.º lugar. Contudo, na chegada do pelotão, Rafael Silva, da Efapel, venceu o sprint e festejou, ao engano, a vitória. Luís Mendonça, da Sicasal/Constantinos/UDO apareceu muito bem colocado neste sprint final, acabando por terminar a prova na 5.ª posição, batido apenas pelo corredor da Efapel e por Daniel Freitas, da W52-FC Porto. O corredor da equipa torriense conseguiu assim colocar-se entre os melhores corredores do pelotão profissional nas duas provas, mostrando estar em grande forma neste início de época.

A Sicasal/Constantinos/UDO estará este fim-de-semana no GP Liberty Seguros, que será composto por duas etapas na zona de Lagoa.

Classificação :
1.º Matti Manninen (Bliz-Merida), 3h52m07s
2.º Sebastian Baylis (zappi’s), a 3m01s
3.º Rafael Silva (Efapel), a 3m48s
4.º Daniel Freitas (W52-FC Porto), mt
5.º Luís Mendonça (Sicasal/Constantinos/UDO), mt
6.º Rafael Reis (W52-FC Porto), mt
7.º César Fonte (Rádio Popular-Boavista), mt
8.º Luís Gomes (Liberty Seguros/Carglass), mt
9.º David de la Fuente (Sporting-Tavira), mt
10.º Pedro Paulinho (LA Alumínios-Antarte), mt

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.