Silva triunfa nas montanhas Galegas
publicidade

O ciclista Daniel Silva foi coroado como melhor trepador da 18ª edição da Volta à Galiza.

O ciclista Daniel Silva foi coroado como melhor trepador da 18ª edição da Volta à Galiza, prova realizada entre quinta-feira e domingo naquela região costeira do noroeste Espanhol.

Reconhecida como uma das mais competitivas provas do país vizinho, a Volta foi dividida por quatro etapas que percorreram cerca de 450 km nas estradas de 25 municípios galegos.

A competir com alguns dos melhores atletas elite e sub-23 espanhóis, Daniel Silva conquistou a camisola de líder da montanha à custa de muito espírito de sacrifício, ao qual não é alheio o excelente trabalho dos seus companheiros de equipa. Como ele próprio refere “não foi fácil conquistar esta camisola, pois todos os dias tínhamos de estar na frente da corrida para pontuar o máximo possível nas contagens de montanha que eram muitas e havia adversários também com esse interesse. Foi uma luta apertada, mas a equipa lidou bem com isso e soube dar a volta por cima com sucesso.”

As condições climatéricas bastante adversas que afetaram aquele território a partir do segundo dia, trouxeram dificuldades acrescidas a uma prova tradicionalmente dura devido às características dos seus percursos. No contra-relógio por equipas que abriu o evento, a formação de Torres Vedras optou por não arriscar e terminou o primeiro dia de prova na 12ª posição, com Wilson Esperança a ser o primeiro a cruzar a meta. A precaução não surtiu grande efeito, pois com a temporada na reta final, o desgaste dos atletas começa a ser evidente e ao fim da 2ª etapa a equipa passava a contar com apenas com 3 elementos em prova.

À saída para a 3º etapa esperavam-se dificuldades acrescidas para Diogo Sardinha e Francisco Guerreiro. Eles tinham por missão a árdua tarefa de ajudar Daniel Silva a conquistar pontos nas metas de montanha, com o objetivo de desfazer a liderança partilhada com um atleta espanhol, que havia sido conquistada no dia anterior. O resultado foi um sucesso, com Daniel a vencer a segunda meta do dia e a assumir a liderança com 6 pontos de diferença para o adversário. A disputa com o espanhol Ruben Fernandez pela camisola das “bolinhas” foi emotiva até ao fim, com o ciclista Algarvio a garantir a vitória final por apenas 2 pontos de vantagem.

Silva também brilhou na segunda etapa ao ser o 5º a cruzar a meta em Baiona, mas o título de mais regular da equipa vai para Diogo Sardinha. O atleta Sintrense fez um excelente trabalho em prol do grupo e ainda concluiu a competição com um desempenho individual de grande nível, terminando no 13º lugar da geral como 4º melhor Sub-23 da prova galega.

Francisco Guerreiro terminou na 60ª posição e ajudou a equipa a classificar-se no 11º posto da tabela coletiva.

Crédito de Imagem: Ana Dominguez Vílchez, Real Federacion Galega e David Lino

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here