publicidade

Eram cerca das 11h55 de hoje, dia 2 de maio, quando tocou o alarme no edifício da Câmara Municipal de Torres Vedras.

Tratava-se de um simulacro de sismo, de magnitude de 7,5 na escala de Richter, que testou a reação de 71 funcionários dos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento, de 291 da Câmara Municipal e de 19 munícipes que se tinham dirigido àquele edifício, bem como de entidades afetas à proteção civil municipal, nomeadamente a Associação dos Bombeiros Voluntários de Torres Vedras, a Guarda Nacional Republicana e a Polícia de Segurança Pública (equipa cinotécnica). Piquetes da EDP, Lisboagas e PT, para além do INEM, também participaram neste exercício.

No mesmo foi simulado o resgate de seis pessoas com ferimentos ligeiros, tendo a evacuação do edifício se processado dentro da normalidade. O simulacro decorreu durante aproximadamente 30 minutos.

Segundo explicou ainda o presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras e responsável máximo da Proteção Civil no Concelho de Torres Vedras, Carlos Bernardes, no briefing que se seguiu ao simulacro, este exercício será agora alvo de “uma análise”, sendo que o mesmo se enquadra num trabalho que a Proteção Civil municipal tem vindo a desenvolver ao nível de “medidas preventivas”, nas quais se incluem também a atividade A Proteção Civil vai à Escola, para além de outras que têm sido levadas a cabo junto de empresas do Concelho de Torres Vedras.
Fonte: Câmara Municipal Torres Vedras

publicidade

Artigo anteriorPraias do Centro de Portugal vão exibir 81 bandeiras azuis em 2019
Próximo artigoMaus tratos na Infância – Município assinala mês de prevenção
Redação
O TORRES VEDRAS WEB é um website de informação, notícias e recursos sobre a cidade, concelho de Torres Vedras e da atualidade em geral. A tua cidade online!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui