Taça de Portugal viaja para Torres Vedras
publicidade

Com a vitória coletiva nas duas primeiras provas da taça, a equipa torriense somou os 50 pontos necessários para fazer viajar a taça até Torres Vedras.

A equipa Sicasal Constantinos garantiu este domingo na Clássica da Arrábida a conquista da Taça de Portugal de ciclismo na categoria sub-23, tendo sido a única “sobrevivente” entre as equipas de clube no confronto com o pelotão mais internacional de sempre da prova sadina.

O forte ritmo que os atletas profissionais impuseram à corrida, aliado às dificuldades próprias do percurso, não permitiu apreciar as fascinantes paisagens da região, tendo apenas cruzado a meta no castelo de Sesimbra metade dos ciclistas que alinharam à partida em Palmela.

Numa corrida extremamente exigente, Miguel Salgueiro foi quem melhor se adaptou aos vários setores de terra batida e subidas seletivas que caracterizaram a competição, cruzando a meta na 42ª posição a 5’30m do vencedor, o espanhol Jonathan Lastra da Caja Rural.

Marcelo Salvador em 71º e Francisco Morais em 75º, foram os atletas que garantiram a classificação da equipa, com o primeiro a considerar que “foi uma corrida bem dura! As secções de “sterrato” exigiam técnica e força, pois a terra estava muito solta e não garantia a melhor aderência. O nosso calendário nesta fase da época tem sido pouco preenchido e quando apanhamos um pelotão com esta qualidade e já com muitos quilómetros de competição nas pernas, claramente sentimos dificuldades. A diferença de ritmo foi notória, mas acabamos por fazer tudo o que estava ao nosso alcance e no final o saldo acaba por ser positivo. Faz tudo parte do nosso processo de desenvolvimento. Continuaremos a trabalhar com rigor, empenho e sem pressão, acreditando que mais cedo ou mais tarde o sucesso do nosso trabalho vai aparecer”

Com a vitória coletiva nas duas primeiras provas da taça, a equipa torriense somou os 50 pontos necessários para fazer viajar a taça até Torres Vedras. No domínio individual, Iúri Leitão partilha a liderança com o neo-zelandês James Fouche, deixando para a Clássica das Aldeias do Xisto no próximo dia 1 de maio, a derradeira disputa pelo título.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here