A Direção do emblema de Torres Vedras apresta-se ainda a oferecer uma camisola oficial do clube e
publicidade

O Sport Clube União Torreense, em comunicado enviado às redações, contesta as declarações do presidente do FC Porto, Pinto da Costa, quando disse, após a recente vitória sobre o Benfica, que “é diferente o mérito e o significado de vencer na final da Taça o Benfica, Sporting ou Braga”, recordando a final de 1956, a primeira dobradinha, conquistada frente ao emblema de Torres Vedras.

“Chegar ao jogo decisivo desta prova encerra sempre um grande mérito e na temporada de 1955/56 não foi diferente da temporada 2019/20. O Torreense, nessa época, eliminou duas das equipas citadas – Sporting e Braga -, juntando-se ainda o Desportivo de Beja e o Belenenses de Matateu. Assim, ao vencer o Torreense no Jamor nesse dia 27 de Maio de 1956, o FC Porto não ganhou apenas mais um jogo, derrotou um grande adversário (que, segundo as crónicas da altura, em nada mereceu o resultado final de 2-0), conquistou a sua primeira Taça de Portugal e fez a sua primeira dobradinha”, refere o comunicado.

E prossegue: “Mas porque todas as grandes histórias merecem ser redescobertas, o Sport Clube União Torreense tem o maior prazer em endereçar ao Sr. Pinto da Costa o primeiro convite oficial para a inauguração do seu novo museu, que ocorrerá entre setembro e outubro deste ano, em Torres Vedras”.

A Direção do emblema de Torres Vedras apresta-se ainda a oferecer uma camisola oficial do clube e “uma réplica da camisola que o Torreense usou em 1999, no Estádio das Antas, numa partida da Taça de Portugal que impediu, na altura, a dobradinha em ano de Penta”.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here