publicidade

O Torreense venceu ontem o Vitória de Setúbal por 2-0, em jogo da sexta e última jornada da Série Sul do Campeonato de Portugal da fase de acesso à II Liga de futebol, triunfo insuficiente para assegurar a promoção.

Numa partida em que ambos os conjuntos tinham hipóteses de chegar ao primeiro lugar, mas estavam dependentes de um deslize do Estrela da Amadora, que acabou por ganhar no reduto do União de Leiria (2-0), os torrienses terminaram com os mesmos 11 pontos dos amadorenses, que tinham vantagem no confronto direto.

Já os vitorianos, que estavam obrigados a ganhar em Torres Vedras e tinham de esperar pela derrota ou empate do Estrela, terminaram esta fase na terceira posição, com sete pontos, mais três que o último classificado, a União de Leiria.

O início de jogo no Estádio Manuel Marques foi equilibrado, mas os anfitriões foram mais eficazes, colocando-se em vantagem no marcador aos 17 minutos, por intermédio de Gustavo Tocantins, avançado que finalizou de cabeça, após cruzamento da direita.

Apoiado por uma falange de apoio nas imediações do estádio – cânticos foram várias vezes audíveis, apesar de as autoridades terem colocado barreiras de segurança para evitar ajuntamentos perto do recinto -, o Vitória de Setúbal procurou chegar ao empate, ficando muito perto de o conseguir, aos 32 minutos, num remate à barra de Bruno Luz.

Apesar do susto, até ao intervalo, o Torreense sacudiu a pressão sadina, segurou o 1-0 e conseguiu várias vezes, em contra-ataque, criar perigo junto da baliza do guarda-redes João Valido.

No segundo tempo, já com o avançado Mendy em campo (substituiu André Pedrosa), o Vitória de Setúbal ameaçou o empate, aos 47 e 57 minutos, em lances protagonizados pelo guineense, que só não tiveram êxito devido à oposição do guardião Marcelo Valverde.

Numa altura em que os sadinos estavam adiantados no terreno em busca da igualdade, o Torreense, que, aos 65 minutos, já tinha ficado perto do golo num cabeceamento de Benny, que João Valido defendeu, chegou ao 2-0, aos 76, por Ricardinho, que se limitou a ‘encostar’, após assistência de Gustavo Tocantins.

A vitória alcançada foi insuficiente para assegurar o regresso do Torreense ao segundo escalão. O emblema de Torres Vedras, tal como o Vitória de Setúbal e a União de Leiria vão competir na primeira edição da Liga 3, na próxima época, enquanto o Estrela da Amadora regressa à II Liga.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here