publicidade

O movimento de cidadãos Torres nas Linhas (TnL) anunciou hoje, através de uma publicação nas redes sociais, que não vai apresentar candidatos para as próximas eleições autárquicas.

“O Torres nas Linhas (TnL) considera não estarem reunidas as condições para se apresentar a sufrágio nas próximas eleições autárquicas”, pode ler-se no inicio da publicação.

“O aparecimento de novas candidaturas com um suporte financeiro aparentemente muito maior e as várias alterações e indecisões que só muito recentemente terminaram com a versão definitiva da Lei Eleitoral para os Órgãos das Autarquias Locais (LEOAL) contribuíram para esta nossa decisão”, explica o movimento na mesma publicação.

O movimento TnL frisou também que não vai dar “qualquer indicação de voto”. “Considera ainda que o seu espaço de intervenção política e cívica se mantém aberto, pelo que e atenta a própria natureza independente do TnL, não daremos qualquer indicação de voto”.

O Torres nas Linhas destacou ainda, na sua publicação nas redes sociais, alguns dos projetos que defendeu considerando a sua intervenção pública “bastante positiva”.

“Fomos pioneiros neste percurso autárquico e qualificamos a nossa intervenção pública como muito positiva, destacando desde logo a nossa contribuição para um regimento da Assembleia Municipal mais justo e equilibrado, para a criação de circuitos pedonais maisacessíveis e com piso confortável, além da luta que travámos para que não retirassem os 41 Freixos da avenida na várzea porque os conduziriam à morte, o que infeliz e maioritariamente veio a acontecer”.

“Criticámos o fecho do Largo de São Pedro ao trânsito automóvel e mantemos essa crítica, qualificando-a como sendo a pior decisão autárquica dos últimos anos com consequências terríveis para todo o Concelho, especialmente para os moradores e para os comerciantes da zona histórica da Cidade”, continuou.

O Torres nas Linhas frisou que este momento será “apenas de um interregno autárquico” e que “há muitas outras formas de intervenção cívica que o TnL não deixará de utilizar”.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here