publicidade

Associação Salvador vai combater a exclusão social, através da sensibilização em 15 autarquias do país.

A Associação Salvador apresentou hoje, em Torres Vedras, o projeto ‘+ Acesso para todos – por comunidades mais inclusivas’, destinado a sensibilizar para a necessidade de eliminar barreiras arquitetónicas em 15 concelhos do país.

Salvador Mendes de Almeida, fundador da Associação, frisou que são projetos como este que podem fazer a diferença na vida das pessoas com mobilidade reduzida, não se focando apenas nas pessoas com deficiência mas também em idosos ou até mesmo em quem tem de transportar um carrinho de bebé.

“Estou há 23 numa cadeira de rodas e o meu objetivo é que haja uma mudança, pelo menos, nos próximos 10 anos”, disse Salvador

Com o objetivo de sensibilizar, mudar mentalidades e tornar a sociedade mais inclusiva, o projeto será implementado ao longo deste ano em 15 concelhos: Porto, Amarante, Maia, Gondomar, Guimarães, Leiria, Batalha, Tomar, Torres Vedras, Santarém, Rio Maior, Grândola, Ourique, Almodôvar e Castro Verde.

Cada concelho terá um embaixador que representará a Associação na atividades programadas. Sérgio Vieira será o embaixador no concelho de Torres Vedras.

Entre março e junho, vão decorrer cinco ações de sensibilização dirigidas a docentes e não docentes das escolas e outras 25 para alunos.

Joana Borgueira, responsável do projeto, explicou que as crianças vão ser desafiadas a ir para a rua e, com a ajuda de uma aplicação móvel desenvolvida pela Associação, identificarem pontos acessíveis no concelho.

Entre março e dezembro estão previstas sete ações em cada concelho para a sociedade civil, envolvendo autarcas, empresas e associações locais.

A criação e implementação de um selo de acessibilidade para atribuir a estabelecimentos acessíveis, também está no projeto.

“As 15 câmaras envolvidas no projeto vão servir de exemplo para todas as outras”, acrescentou Joana Borgueira.

A iniciativa é dirigida a pessoas com mobilidade reduzida, mas também às autarquias, estabelecimentos comerciais e empresas, e às camadas mais jovens da sociedade, que serão os decisores do futuro, com o objetivo de sensibilizar e educar a sociedade para os temas da inclusão e das acessibilidades.

Laura Rodrigues, presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, frisou a importância deste projeto e salientou que “não basta identificar os obstáculos, precisamos que cada um de nós seja sensível e qualificado para a questão da acessibilidade”.

A autarca acrescentou ainda que “queremos continuar este caminho de sensibilidade nas escolas e passar estes valores para o mercado de trabalho”.

O Projeto “+Acesso para Todos – Por Comunidades Mais Inclusivas” é apoiado pela Portugal Inovação Social, através de Fundos da União Europeia (EU), nomeadamente pelo POISE – Programa Operacional Inclusão Social e Emprego no âmbito do Portugal 2020 financiado pela EU através do FSE – Fundo Social Europeu.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here