publicidade

A Câmara Municipal de Torres Vedras vai aderir ao projeto “Não à Diabetes! Desafio Gulbenkian” que resulta de uma parceria da Fundação Calouste Gulbenkian com a Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP).

Trata-se de um projeto de longa duração na área da prevenção que ambiciona evitar 50 mil novos casos de diabetes em Portugal no decorrer dos próximos 5 anos.

A adesão a este projeto, decidida na recente reunião de Câmara pública realizada em S. Pedro da Cadeira, compromete o Município de Torres Vedras, no âmbito das suas competências, “a nomear um gestor de prevenção da diabetes; estabelecer protocolos de cooperação com as instituições locais de saúde; constituir equipas locais compostas com elementos do município e das unidades locais de saúde, etc.”.

De referir que a diabetes é hoje considerada pela Organização Mundial de Saúde “como uma pandemia do século XXI, com previsões de poder atingir, nos próximos 20 anos, mais de 20% da população mundial”, sendo “que existem em Portugal mais de um milhão de pessoas com diabetes e dois milhões com pré-diabetes”.

Também segundo o protocolo assinado entre a Fundação Gulbenkian e a ANMP, os principais objetivos do mesmo são: evitar que 50 mil indivíduos com elevado risco (pré-diabéticos) desenvolvam a doença no prazo de 5 anos, intervindo através de um plano de prevenção dirigido à promoção da saúde e adoção de estilos de vida saudáveis (alimentação e exercício físico); e identificar no mesmo período de 5 anos, 50 mil diabéticos que são portadores da doença, promovendo a sua inclusão no Sistema Nacional de Saúde, e com isso promovendo o apropriado controlo e acompanhamento das manifestações da doença e reduzindo as suas complicações.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.