publicidade

Laura Rodrigues, presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras anunciou ontem novas decisões para “melhorar as condições para a vivência do divertimento noturno por parte dos nossos foliões“.

As Associações carnavalescas, figuras marcantes do Carnaval, Câmara Municipal de Torres Vedras e Promotorres participaram ontem numa emissão inédita que juntou a ONFM, o jornal Badaladas, a RadiOeste, o Torres Vedras Web, a RTVON, a resista Festa e o Carnaval de Torres Vedras.

Durante uma hora, junto ao Monumento ao Carnaval de Torres Vedras, o Carnaval mais português de Portugal foi lembrado com carinho e saudade.

Laura Rodrigues, presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, começou por dizer que a decisão do cancelamento dos desfiles carnavalescos teve por base a segurança e saúde pública numa altura em que a pandemia ainda acabou.

“As decisões que fomos tomando, não as tomamos sozinhos, foi em conjunto com a forças de segurança, os bombeiros, a proteção civil, os grupos de carnaval e situação é muito difícil ainda para ter alguma coisa organizada mesmo com o alivio das restrições“, disse a autarca.

No entanto, com o objetivo de “melhorar as condições para a vivência do divertimento noturno por parte dos nossos foliões e por parte dos bares, restauração e discotecas”, foram tomadas algumas decisões para os dias de carnaval em Torres Vedras, de 25 de fevereiro a 1 de março.

Tais como: bares e discotecas têm horário alargado por mais uma hora, ou seja, bares podem encerrar às 4h e as discotecas às 7h; a autarquia permitiu também a colocação de balcões na entrada dos bares “para servir os clientes na rua”; a música é permitida na rua até às 3h.

Pode assistir ao programa completo AQUI.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here