Torres Vedras destina 100 mil euros a organizações de economia social
publicidade

As organizações de economia social do concelho de Torres Vedras podem recorrer a um apoio financeiro, de forma a enfrentar as consequências da pandemia de COVID-19. A medida, aprovada na reunião de câmara desta terça-feira, irá disponibilizar 100 mil euros para salvaguardar a sustentabilidade financeira destas organizações. O objetivo passa por garantir o funcionamento regular das respostas prestadas pelas instituições do Concelho.

O apoio poderá vir a contemplar até 20 instituições. O valor máximo a atribuir é de 10 mil euros, montante que será atribuído a cinco instituições, de acordo com os critérios de avaliação. Segue-se um apoio de 5 mil euros, para outras cinco instituições, e um apoio de 2.500 euros, para as restantes 10 instituições.

Os critérios de atribuição do apoio irão ter em conta situações de comprovada quebra de rendimento como consequência direta da pandemia, a variação do número de trabalhadores da instituição e as medidas de reestruturação de serviços e respostas adaptadas à nova realidade implementadas pela instituição.

A medida destina-se às instituições particulares de solidariedade social (IPSS) da Rede Social de Torres Vedras, assim como a outras entidades de utilidade pública, de cariz social, com área de intervenção no Concelho. As candidaturas decorrem até dia 20 de junho.

Esta é uma das medidas de apoio a instituições e associações que integra o Programa Municipal de Apoio Extraordinário no âmbito da doença COVID-19. O programa, que entrou em vigor a 14 de abril, pretende apoiar famílias, empresas e tecido associativo, tendo em conta as dificuldades que resultam da situação de pandemia.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here