publicidade

O lançamento da Rede de Cidades European Green Leaf aconteceu na semana transata em Mollet del Vallès com a presença do presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras.

Na ocasião as cinco cidades nomeadas e vencedoras do prémio European Green Leaf nos anos 2015 e 2016 assinaram uma carta de intenção na qual se comprometem a assegurar a qualidade de vida dos seus cidadãos e a preservar o ambiente.

Aquela rede, que conta com o apoio da Comissão Europeia, é composta pelas mesmas, mais concretamente por: Torres Vedras e Mollet del Vallès (Espanha) que como vencedoras do prémio europeu Green Leaf 2015 coordenam esta nova entidade no seu primeiro ano de funcionamento; Ludwigsburg (Alemanha) e Cornellà de Llobregat (Espanha) como finalistas; e Galway (Irlanda) como vencedora da competição em 2016.

O objetivo desta iniciativa, sob a égide da Comissão Europeia, é criar uma plataforma de comunicação para trocar experiências e partilhar as melhores práticas e modelos aplicados a projetos comuns em torno da sustentabilidade ambiental e qualquer tipo de ações que contribuam para a melhoria da qualidade de vida das populações.

Os presidentes das câmaras municipais de Torres Vedras e de Mollet del Vallés referiram, na cerimónia de criação daquela rede, que “o protocolo que assinamos hoje não é importante, o importante é que os executivos das nossas cidades estão comprometidos com esta rede que promove o ambiente e a sustentabilidade, elementos essenciais para garantir a melhor qualidade de vida nos nossos territórios”.

De referir que durante esse dia, Carlos Bernardes assinou o livro de honra de Mollet del Vallés.

Além de serem as duas primeiras cidades europeias nomeadas embaixadoras verdes, Torres Vedras e Mollet del Vallés também têm em comum a participação na rede CIVINET Espanha/Portugal na qual diferentes cidades, universidades, parques tecnológicos e empresas, partilham e trocam experiências em mobilidade sustentável, economia de energia e redução de emissões.

Recorde-se que o European Green Leaf é uma competição promovida pela União Europeia destinada a cidades/municípios com população entre 20.000 e 100.000 pessoas e que reconhece o compromisso para melhorar os resultados ambientais, com particular destaque para os esforços que geram crescimento verde e novos postos de trabalho. Torres Vedras foi no ano transato vencedor da primeira edição deste prémio.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.