TORRES VEDRAS: Grupo de migrante de quarente na ExpoTorres
publicidade

No sábado passado, duas pessoas de um grupo de migrantes que reside no centro histórico de Torres Vedras, testaram positivo à Covid-19, avança o jornal Badaladas.

Como forma de prevenção de contágio do novo coronavírus, 39 elementos da comunidade foram testados nesse mesmo sábado. Neste momento estão no pavilhão multiusos de Torres Vedras 19 pessoas em quarentena.

O pavilhão já tinha sido transformado em “Equipamento de Retaguarda de Apoio ao Combate à Covid-19” pela Proteção Civil, no âmbito do Plano Municipal de Emergência.

“Ainda bem que tínhamos o espaço preparado, foi fácil montar a operação [de quarentena para as 19 pessoas], disse o presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, Carlos Bernardes, ao mesmo jornal, adiantando que a operação de testagem dos migrantes foi desencadeada assim que as autoridades de saúde detetaram que um doente com Covid-19 internado em Santa Maria tinha estado em contacto próximo com a comunidade.

“Todos os 39 elementos da comunidades foram testados no sábado. DOis deram positivo e tivemos que colocar a comunidade em quarentena durante 14 dias, no espaço de retaguarda que temos no multiusos. Neste momento estão lá 19 pessoas em quarentena, 18 homens e uma senhora, e os dois casos positivos também em espaços isolados”, acrescentou o edil.

Para o autarca essas pessoas, que têm entre 22 a 35 anos e estão legalizadas, “estão a reagir muito bem, estão satisfeitos com a forma como estão a ser tratados por nós ao nível logístico. Está tudo a correr dentro da normalidade”.

Os migrantes estão a ser acompanhados por elementos da Cruz Vermelha e enfermeiros do ACES Oeste-Sul, monitorizando as temperaturas. A alimentação é fornecida por um restaurante local, adaptado à gastronomia da comunidade e distribuída por uma equipa da Proteção Civil e elementos dos Bombeiros Voluntários.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here