Torres Vedras inaugura Centro Municipal Florestal
publicidade

A Câmara de Torres Vedras, no distrito de Lisboa, inaugura hoje o seu Centro Municipal Florestal, deslocando meios de prevenção e combate a incêndios para a freguesia do concelho com a maior mancha florestal.

O Centro Municipal Florestal de Torres Vedras vai funcionar num edifício localizado no Maxial, freguesia “com a maior mancha florestal do concelho e prioritária ao nível da defesa da floresta contra incêndios”, segundo a autarquia à agência Lusa.

Para o espaço, que foi sujeito a obras, a autarquia do distrito de Lisboa vai concentrar vários serviços e meios associados ao setor florestal e deslocalizar o Gabinete Técnico Florestal, constituído por sete elementos, equipamentos e os seis sapadores florestais que o concelho possui.

Dessa forma, é garantido um “trabalho em maior proximidade com o território rural e com atendimento diário à comunidade”, explicou o município.

Nesse espaço fica também sediada a AFLOESTE – Associação Interprofissional da Floresta do Oeste.

Até ao final do ano, vai ser constituída uma nova equipa de mais cinco sapadores florestais.

De acordo com a legislação, as freguesias prioritárias para limpeza de combustível são Ramalhal e União das Freguesias de Maxial e Monte Redondo, mas o município também considera como tal a União das Freguesias de Campelos e Outeiro da Cabeça.

A floresta representa 26,5% da área do concelho, elevando-se para 41,6% se se juntar as áreas de mato e pastagens.

Existem 8.751 hectares de eucalipto e cerca de 2.021 hectares ocupados por outras espécies, nomeadamente pinheiro-manso e bravo, sobreiros e carvalhos.

Em 2019/2020, a Câmara Municipal de Torres Vedras realizou cerca de 53 quilómetros de faixas de gestão de combustível junto à rede viária municipal e para 2020/2021 prevê não só manter as já existentes, como também aumentar para 70 quilómetros as faixas de gestão de combustível junto à rede viária municipal.

Em 2019, a autarquia atuou de forma coerciva junto de 15 propriedades, que totalizam 15 hectares, obrigando-as a efetuar faixas de gestão de combustível.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here