TORRES VEDRAS: Material de proteção individual chegou hoje à Escola Madeira Torres
publicidade

A poucos dias de abrirem as escolas para as aulas presenciais do 11º e 12º anos letivos, o exército distribui equipamentos de proteção individual a todas as escolas do pais até à próxima sexta-feira.

Hoje, 13 de maio, a Escola Secundária Madeira Torres, em Torres Vedras, recebeu máscaras cirúrgicas, viseiras, gel desinfetante, luvas e aventais, para o regresso às atividades letivas presenciais em segurança no próximo dia 18 de maio. Este estabelecimento de ensino vai funcionar como ponto de distribuição, tendo algum material de reserva para dar resposta a necessidades que possam existir.

O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, disse na terça-feira passada no Parlamento que é o Ministério quem vai assegurar os custos de todo o material de proteção nas escolas.

A ação desta tarde contou com a presença do Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, do Ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, do Presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, Carlos Bernardes, da Diretora da Escola, Rita Sammer e com a presença das Forças Armadas para distribuição do material neste estabelecimento de ensino.

São cerca de 650 alunos que pertencem aos 11ª e 12ª anos da Madeira Torres e regressão à escola segunda-feira. No entanto, Rita Sammer frisou que os pais têm direito de opção relativamente ao regresso dos alunos às aulas presenciais.

“Independentemente da opção dos pais, todos os alunos vão ter o processo de ensino, de aprendizagem e de avaliação. Isso podemos garantir aos pais”, disse.

Os alunos vão estar organizados em grupos com áreas de circulação distintas “para evitar contactos desnecessários”. O circuito será definido amanhã pela Proteção Civil.

“Amanhã a Proteção Civil estará aqui a marcar o que a Direção Geral de Saúde (DGS) designa como zonas onde casa uma das turmas estará para não ter contactos com as outras turmas, também com circuitos dentro da escola para aumentara segurança”, revelou o Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues.

Rita Sammer afirma que o uso da máscara será obrigatório, “desde o momento em que entram nas escola até que saem” e vão existir ainda várias zonas para a higienizarão da mãos.

“Vão ser criadas as condições para os alunos frequentarem a escola em segurança”, disse.

O processo de ensino de aprendizagem vai ser feito durante a manhã ou durante a tarde , dependendo do grupo em que o aluno está inserido. O agrupamento vai usar as duas escolas, Madeira Torres e Padre Francisco Soares.

“Somos um edifício gémeo e por isso vamos ter a oportunidade de usar as duas escolas precisamente para espaçar melhor os alunos”, afirmou a Diretora do estabelecimento de ensino torriense.

Proteção Civil estará segunda feira na Escola Secundária Madeira Torres e Escola Secundária Henriques Nogueira para acompanhar o primeiro dia de aulas.

As escolas secundárias Madeira Torres e Henriques Nogueira, em Torres Vedras, já receberam uma ação de sensibilização para a desinfeção das escolas.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here