publicidade

Torres Vedras é um dos concelhos portugueses interessados em receber a base europeia da Tesla. O anúncio de que a empresa norte-americana – responsável pela produção de carros eléctricos – pretende implantar uma fábrica de baterias em solo europeu despoletou o interesse da autarquia. “Desde a primeira hora que o município de Torres Vedras se demonstrou disponível para vir a acolher este investimento.” Carlos Bernardes, Presidente da Câmara Municipal, avançou que tem desenvolvido contactos com o Governo de António Costa “para encontrar sinergias para alcançar esse objectivo.”

Infraestruturas, condições de acessibilidade, energia e gás natural são algumas das mais-valias que Carlos Bernardes identifica na região e que pretende que seduzam o “gigante” liderado por Elon Musk. Em declarações feitas durante a apresentação do Relatório de Sustentabilidade do município, o edil destacou ainda o facto de o território estar a traçar um percurso dentro do conceito de sustentabilidade defendido pela marca, assim como o número de trabalhadores qualificados que existem no concelho. A autarquia parece também já ter previsto o local para a implantação da fábrica: junto ao acesso à A8, na zona norte da cidade.

Sublinhe-se que, à semelhança do que aconteceu na Gigafactory 1, no Nevada, Estados Unidos, a nova base da Tesla deverá criar cerca de 6500 postos de trabalho. A unidade resultou de um investimento de cinco milhões de dólares e originou 11 mil postos de trabalho indirectos – número que deverá aumentar no caso da Gigafactory 2 uma vez que, além das baterias de iões de lítio, a fábrica irá ainda produzir modelos da marca.

Também Palmela e Mangualde já se posicionaram nesta “corrida” de sedução à Tesla, com os dois territórios a serem sede de fábricas automóvel como a Autoeuropa e a PSA Peugeot Citroen. Além de Portugal, também Espanha, França, Holanda e alguns países da Europa de Leste se encontram a desenvolver esforços para captar o investimento. A empresa deverá escolher o local para a base europeia durante o primeiro trimestre do próximo ano.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.