Torres Vedras recebeu congresso da Rede Cultura 2027
publicidade

“Memória e Futuro: Linhas de Torres Vedras – uma constelação europeia” foi o tema da sessão do ciclo “Congressos aos Sábados” da Rede Cultura 2027, que decorreu no passado dia 5 de setembro, no Auditório do Edifício dos Paços do Concelho, em Torres Vedras.

O congresso centrado nas Linhas de Torres Vedras abordou a sua relação com o território em diversas vertentes, como o impacto na economia local, as relações socioeconómicas entre o património material e imaterial das Linhas de Torres Vedras, a sua relação com a comunidade, assim como a criatividade e a cultura como catalisadores de uma vivência pública vibrante e relacional.

O presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, Carlos Bernardes, abriu a sessão, que foi moderada pela presidente do Centro Nacional de Cultura, Maria Calado. A sessão contou com a participação de Dom Manuel Clemente, Cardeal-Patriarca de Lisboa, que apresentou três testemunhos de personalidades que conheceram diretamente os acontecimentos da terceira Invasão Francesa, da historiadora Florbela Estevão, que abordou o processo de patrimonialização das Linhas de Torres Vedras, e de Sérgio Araújo de Almeida, da Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar do Politécnico de Leiria, que falou sobre os fatores que intensificam a experiência turística e do turismo enquanto fator de integração internacional.

No decorrer do congresso foram ainda apresentados vídeos com intervenções da professora Maria Virgínia sobre as Linhas de Torres Vedras na paisagem e da vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Torres Vedras, Ana Umbelino, sobre a Rota Histórica das Linhas de Torres e as relações socioeconómicas entre o património material e imaterial, modelos de promoção e de rentabilização deste ativo histórico-cultural.

O congresso terminou com um apontamento performativo de Rúben Monteiro Trio, com a obra tripartida Turres Veteras.

A Rede Cultura 2027 assume-se como um projeto pioneiro a nível das comunidades intermunicipais que pretende estimular a cooperação no domínio das artes, da cultura e do conhecimento em torno da apresentação da candidatura de Leiria a Capital Europeia da Cultura em 2027. Em novembro de 2018, a Câmara Municipal de Torres Vedras assinou um protocolo que visava estabelecer o apoio do Município a esta candidatura.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here