publicidade

No passado dia 17 de maio, data em que se assinala o Dia Mundial da Reciclagem, o UNIDOS por Torres Vedras – Movimento Cívicopropôs, em sede de sessão do executivo da Câmara Municipal, a criação de um Ecocentro por freguesia (plástico, metal, cartão, monstros, pequenas obras de construção/demolição), o aumento do número de ecopontos no concelho e a implementação de Ecocentros Móveis.

Com esta medida, o movimento acredita que são criadas “condições para que a reciclagem se torne prioritária e obrigatória no nosso concelho“.

As questões de ambiente e sustentabilidade são transversais à sociedade, à atividade humana, pública e privada, coletiva e singular“, defende ainda em comunicado enviado às redações.

Estamos perante novos paradigmas, novos modelos de produção e de consumo, que terão necessariamente de caminhar para uma maior sustentabilidade e circularidade, no uso dos recursos naturais, da energia, onde o uso e o descarte de resíduos, e o consumo permanente de recursos naturais para produzir novos produtos, não poderá continuar a ser a regra, mas sim a exceção“, pode ler-se ainda.

Em comunicado, UNIDOS por Torres Vedras considera ainda “urgente definir ações que contribuam para a redução de resíduos e para a redução de custos de recolha dos mesmos. Será, igualmente, necessário incutir comportamentos ecologicamente sustentáveis – que promovam ações sistemáticas de sensibilização pública – que conduzam à redução da produção de resíduos, e que incentivem a separação e encaminhamento dos resíduos para reciclagem e outros tipos de valorização e tratamento“.

Recorde-se que na passada segunda-feira, dia 16 de maio, o novo ecocentro e estação de transferência de resíduos sólidos urbanos da Valorsul, em Matos Velhos, Paúl, Torres Vedras, foi inaugurado na presença do ministro do Ambiente e da Ação Climática, Duarte Cordeiro.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here