publicidade

UNIDOS diz ser “necessário agir urgentemente” para melhorar os cuidados de Saúde no concelho.

“Os Vereadores do UNIDOS por Torres Vedras – Movimento Cívico apresentaram, esta terça-feira, em sessão pública de câmara, na Ponte do Rol, uma proposta de Constituição e Implementação de uma Unidade de Saúde Familiar (USF) modelo A, a sediar-se nas atuais instalações subutilizadas do Centro de Saúde de Ventosa”, pode ler-se em comunicado.

O objetivo é colmatar as necessidades atuais e emergentes de Cuidados de Saúde Primários nas freguesias do concelho. “Esta proposta de criação de Unidade de Saúde Familiar assegurará uma resposta adequada à população, contando com a constituição de uma equipa de 5 Médicos com a especialidade de Medicina Geral e Familiar, 5 Enfermeiros de Família, 5 Secretários Clínicos e 3 Assistentes Operacionais”, informa os Unidos.

Nesta terça-feira, 31 de janeiro, Sérgio Galvão e Diogo Guia estivera em conferência de imprensa a falar sobre a saúde no concelho de Torres Vedras. Devido à situação atual, Sérgio Galvão, presidente dos Unidos por Torres Vedras afirma: “temos de investir nas unidades de saúde familiar”.

“A nossa proposta é colocar a funcionar o Centro de Saúde da Ventosa, está subutilizada, nova e não está a funcionar. Nós fizemos reunião com médicos e enfermeiros, temos esta proposta de colocar uma Unidade de Saúde Familiar a funcionar na Ventosa”, diz.

O vereador, Diogo Guia, acredita que existe falta de liderança por parte do governo municipal. “Hoje não estamos como estávamos há dois anos, estamos pior. Temos mais pressão, mais pessoal médico e auxiliar a deixar o Serviço Nacional de Saúde”, afirmou.

Segundo comunicado, “a criação da nova USF abrangerá cerca de 10.000 inscritos, utentes oriundos da Freguesia de Ventosa e de Freguesias limítrofes cuja população, em conjunto, perfaça o universo de utentes a servir”.

“O atual hospital continua a definhar. Quer em termos de espaço, de infraestruturas ao dispor dos profissionais de saúde, ou do próprio número desses profissionais, que acabam na verdade ‘expulsos’ pela ausência de condições dignas de trabalho e serviço aos utentes. De há vários anos para cá que se discute a transferência de alguns serviços administrativos e também de algumas consultas externas para o Hospital do Barro“, pode ler-se, ainda em comunicado.

O UNIDOS por Torres Vedras – Movimento Cívico propôs a inscrição de uma verba no Orçamento Municipal para executar obras que permitissem aliviar as instalações do atual hospital, até que o novo esteja concluído.

publicidade

Artigo anteriorComo as calças femininas acompanham as tendências da moda?
Próximo artigoSaiba quais as tendências de SEO em 2023
Redação
O TORRES VEDRAS WEB é um website de informação, notícias e recursos sobre a cidade, concelho de Torres Vedras e da atualidade em geral. A tua cidade online!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui