Várias crianças manifestaram-se em defesa do ambiente
publicidade

Os alunos da EB 2,3 Padre Francisco Soares ficaram solidários com Greta Thunberg e juntaram-se, no passado dia 27 de fevereiro, em frente ao Monumento do Carnaval de Torres Vedras

Tudo começou quando Greta Thunberg, jovem sueca de 16 anos, decidiu, em Agosto de 2018, fazer greve das aulas em frente ao parlamento sueco, segurando o famoso cartaz: “GREVE À ESCOLA PELO CLIMA”. O seu objetivo era chamar a atenção dos políticos suecos para a resolução séria e eficaz da crise climática.  

Os alunos da EB 2,3 Padre Francisco Soares ficaram solidários com Greta Thunberg e juntaram-se, no passado dia 27 de fevereiro, em frente ao Monumento do Carnaval de Torres Vedras envergando vários cartazes que alertavam para o aquecimento global enquanto gritavam “não à poluição”.

A professora Amélia Matias explicou que as crianças “pesquisaram sobre o tema e viram o vídeo do discurso da ativistas nas Nações Unidas. Estas ideias foram discutidas na sala de aulas e em casa e partiu muito deles”.

A iniciativa desenvolveu-se no âmbito do projeto “Educação para a Cidadania” da EB 2,3 Padre Francisco Soares.

“Consideramos que é nestas geração que temos que apostar, porque são eles o futuro e estas questões ambientais sensibilizam-nos muito”, sublinhou a professora Amélia Matias ao jornal Badaladas.

Em Portugal a Greve Estudantil Ambiental está prevista para o dia 15 deste mês com manifestações em Lisboa, Porto e Coimbra.

publicidade

Artigo anteriorCarnaval de Torres Vedras promove ações de prevenção de comportamentos de risco
Próximo artigoOito mil crianças desfilaram mascaradas em Torres Vedras
Joana Timóteo
Nasci em Torres Vedras a 25 Fevereiro de 1996. Apaixonada pela comunicação e pelo jornalismo Licenciada em Comunicação e Jornalismo pela Universidade Lusófona, encontrei nas minhas raízes o meu primeiro "grande" desafio profissional na minha área!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui