publicidade

O projeto «Viver com a Diabetes na Escola» iniciou-se formalmente no dia 4 de outubro de 2016 no Agrupamento de Escolas de São Gonçalo, e irá estender-se aos restantes agrupamentos de escolas do concelho de Torres Vedras.

Trata-se de um projeto na área da saúde idealizado pelo grupo da Diabetes do Serviço de Pediatria da Unidade de Torres Vedras do Centro Hospitalar do Oeste em parceria com a Unidade de Cuidados na Comunidade do ACeS Oeste Sul, focado na criança/jovem com Diabetes tipo 1 em contexto escolar. «Viver com a Diabetes na Escola» surge para complementar o acompanhamento já feito na Consulta de Pediatria na Unidade de Torres Vedras do CHOeste, e no Centro de Saúde de Torres Vedras. É estruturado através de uma rede de cuidados de suporte, partilhado entre as instituições de saúde e as escolas do concelho de Torres Vedras.

Nesta visita inicial estiveram presentes uma médica e duas enfermeiras, que realizaram um conjunto de atividades formativas com a equipa escolar que interage mais diretamente com as crianças/jovens com Diabetes tipo 1. Foram feitas algumas recomendações pela Dra. Elisa Galo, pediatra com especialidade em endocrinologia e responsável pela Consulta da Diabetes Infantil na Unidade de Torres Vedras, que salientou que é «importante que alunos com Diabetes estejam bem integrados em todas as atividades escolares» e acrescentou ainda, que «é fundamental que a equipa escolar saiba reconhecer os sinais e os sintomas de hipoglicemia e de hiperglicemia, para que possam intervir da melhor forma». Desmistificou que os alunos com Diabetes tipo 1 «podem e devem praticar exercício físico, e que para isso devem avaliar sempre a glicémia antes e depois do exercício».

Num segundo momento da visita, a Enfermeira Sónia Alves explicou como, e em que circunstâncias deverá ser utilizado o material para o controlo metabólico. Foi fornecido um kit à Escola para utilização do aluno em caso de esquecimento, nomeadamente um glucómetro, tiras de medição da glicémia e de corpos cetónicos, lancetas para picar o dedo, Glucagon (medicamento SOS), um recipiente para material contaminado, e uma folha de registos em caso de hipoglicemia ou hiperglicemia. Foram ainda proporcionados momentos de treino aos elementos da equipa escolar, assim como o esclarecimento de dúvidas.

No seguimento desta visita estão programadas visitas mensais às escolas, que visam o acompanhamento da equipa escolar e das crianças/jovens com Diabetes tipo I, com o objetivo de potenciar um melhor controlo metabólico e promover a autonomia dos mesmos perante esta patologia.

O projeto «Viver com a Diabetes na Escola» foi galardoado pela Missão Continente com uma verba de 2.858 euros, e conta com o apoio da Câmara Municipal de Torres Vedras.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.