publicidade

Com o objetivo de colmatar a ausência de vinhos do território nas cartas da restauração local, os requisitos para ser parceiro da “Cidade Europeia do Vinho 2018” passam por integrar, no mínimo, seis vinhos de cada um dos concelhos na sua oferta.

Cerca de 100 estabelecimentos de restauração são parceiros da “Cidade Europeia do Vinho 2018”, galardão atribuído a Torres Vedras e Alenquer ao longo deste ano. Os estabelecimentos em causa receberam kits com um expositor para garrafas de vinho e aventais para os empregados de mesa alusivos ao galardão, assim como um selo identificativo da adesão à iniciativa.

Com o objetivo de colmatar a ausência de vinhos do território nas cartas da restauração local, os requisitos para ser parceiro da “Cidade Europeia do Vinho 2018” passam por integrar, no mínimo, seis vinhos de cada um dos concelhos na sua oferta. Destes, três devem ser tintos, dois brancos e um rosé, sendo que um dos néctares tem de apresentar Denominação de Origem Controlada (DOC). Ainda com a harmonização da oferta gastronómica no horizonte, foi desenvolvida uma Lista Indicativa de Vinhos em que são dados a conhecer cerca de 70 rótulos, potenciando a interação entre os restaurantes e os produtores de vinho.

No âmbito do envolvimento dos agentes turísticos do território foi ainda promovida, a 25 de junho, a ação de formação “Introdução aos Vinhos de Portugal – Iniciação”.

Desenvolvida pela Academia Vinhos de Portugal com o apoio da ViniPortugal e a parceria do Dolce Campo Real Lisboa e da Casa da Ribeira, a formação teve como objetivo o desenvolvimento de competências que permitam aos profissionais melhorar os serviços relacionados com o vinho, aprofundando o seu conhecimento sobre os Vinhos de Portugal.

A próxima ação de formação da “Cidade Europeia do Vinho 2018” está marcada para a Casa da Ribeira, no dia 22 de outubro, sobre “Como aconselhar e vender vinhos portugueses”.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.